A Obra

Obras Reeditadas

No âmbito do projeto de evocação, foi traçado um plano de reedição da obra de José Régio, no total de 15 títulos até 2020.

Estes lançamentos editoriais, em parceria com a Editora Opera Omnia, têm como objetivo primordial dar a conhecer ao público a obra do autor e colocar à sua disposição obras que estão há muito esgotadas.

José Régio - Três peças em um ato
Três peças em um ato, José Régio

Este livro revela-nos uma dimensão nem sempre suficientemente valorizada na obra de José Régio: O Teatro

Três Peças em Um Ato” revela-nos uma dimensão nem sempre suficientemente valorizada na obra de José Régio: o Teatro.

José Régio, que desde cedo conviveu com as artes dramáticas, dedicou uma significativa parcela do seu labor literário ao género dramático, que tanto acarinhava, e que, sem dúvida, representa no conjunto da sua obra uma das vertentes mais modernas e mais expressivas.

O presente volume inclui as peças Três Máscaras, O meu caso e Mário ou Eu Próprio – o Outro, trabalhos que estabelecem uma ligação com as temáticas profundas da obra regiana: a problemática metafísica, a tensão entre a autenticidade e o fingimento e a eterna interrogação sobre a condição humana.

Encontre-o numa livraria próxima de si

José Régio - Jogo da Cabra Cega
Jogo da Cabra Cega, José Régio

Considerado um dos melhores romances da literatura portuguesa, o romance Jogo da Cabra Cega, é o segundo título do plano de reedições da obra do autor.

Jogo da Cabra Cega é um livro singular na obra regiana, um livro que assinala o início do chamado segundo Modernismo, dando assim continuidade ao movimento literário iniciado com Fernando Pessoa e Mário de Sá-Carneiro. José Régio reconhece neste livro «um romance com uma intensidade quase frenética e quase desarrumada».

Deste livro Jorge de Sena disse: “Jogo da Cabra Cega é um dos grandes romances portugueses deste século”. Também Vergílio Ferreira se pronunciou, declarando: “Jogo da Cabra Cega — um dos três maiores livros de ficção deste século português…“.

José Régio escreveu-o em 1934, ainda no início da sua carreira literária. Foi posto à venda em outubro do mesmo ano e cerca de três meses depois seria proibido pelo antigo regime, precisamente a 24 de dezembro. Foram apreendidos todos os exemplares existentes nas livrarias e na editora, no entanto isso não impediu que a edição tenha esgotado rapidamente na clandestinidade.

A obra centra-se no drama vivido pelo narrador e personagem principal Pedro Serra a partir do momento em que conhece Jaime Franco, desenrolando-se um triângulo amoroso que tem como ponto de partida uma atração homoerótica.

Encontre-o numa livraria próxima de si

Histórias de Mulheres, José Régio
Histórias de Mulheres, José Régio

Histórias de Mulheres” é uma coletânea de textos ficcionais (conto e novela) cujas personagens centrais são mulheres, o que desde logo confere a este livro uma identidade extraordinariamente original e controversa para a sua época. Este é o primeiro título de uma série de reedições de títulos da obra de José Régio, em parceria com a Editora Opera Omnia.

 

Aqui encontramos, entre outras, as histórias de figuras como “Menina Olímpia e a sua criada Belarmina” numa história de decadência social e física, a “História de Rosa Brava”, uma jovem lésbica cujo temperamento rebelde choca com os valores da sua família e da época ou ainda “ O Vestido cor de fogo”, história na qual um marido se vê oprimido pela sexualidade dominante da esposa.  

Encontre-o numa livraria próxima de si

Editora Opera Omnia

Os próximos títulos a serem reeditados:

  • – Eugénio Lisboa, Biografia de José Régio
  • – José Régio, Antologia Poética

A Obra

Poemas de Deus e do Diabo, José Régio
Poesia
  • -Poemas de Deus e do Diabo, Coimbra, s.d. [1926]
  • -Biografia, Coimbra, 1929
  • -As Encruzilhadas de Deus, Coimbra, 1935-36
  • -Fado, Coimbra, 1941
  • -Mas Deus é Grande, Lisboa, 1945
  • -A Chaga do Lado, Lisboa, 1954
  • -Filho do Homem, Lisboa, 1961
  • -Cântico Suspenso, Lisboa, 1968
  • -Música Ligeira, (volume póstumo), Lisboa, 1970
  • -Colheita da Tarde, (volume póstumo), Porto, 1971
  • -16 poemas dos não incluídos em Colheita da Tarde, (volume póstumo), Porto, 1971
Davam Grandes Passeios aos Domingos, José Régio
Ficção
  • -Jogo da Cabra Cega, (romance), Coimbra 1934
  • -Davam Grandes Passeios aos Domingos, (novela), Lisboa 1941
  • -O Príncipe com Orelhas de Burro, (romance), Lisboa 1942
  • -A Velha Casa I – Uma Gota de Sangue, (romance), Lisboa 1945
  • -Histórias de Mulheres, (novela), Porto, 1946
  • -A Velha Casa II – As Raízes do Futuro, (romance), Porto, 1947
  • -A Velha Casa III – Os Avisos do Destino, (romance), Vila do Conde, 1953
  • -A Velha Casa IV – As Monstruosidades Vulgares, (romance), Lisboa, 1960
  • -Há Mais Mundos, (contos), Lisboa 1962
  • -A Velha Casa V  – Vidas são Vidas, (romance), Lisboa, 1966
Primeiro Volume de Teatro, José Régio
Teatro
  • -Primeiro Volume de Teatro – Jacob e o Anjo, Três Máscaras, Porto, 1940
  • -Benilde ou a Virgem-Mãe, Porto, 1947
  • -El-Rei Sebastião, Coimbra, 1949
  • -A Salvação do Mundo, Lisboa, 1954
  • -Três Peças em um Acto, Lisboa, 1957
  • -Sonho de uma Véspera de Exame, (volume póstumo), Vila do Conde, 1989
António Botto e o Amor, José Régio
Ensaios
  • -As Correntes e as Individualidades na Moderna Poesia Portuguesa, s.l. [Vila do Conde], 1925
  • -António Botto e o Amor, Porto, 1937-38
  • -Em Torno da Expressão Artística, Lisboa, 1940
  • -Ensaios de Interpretação Crítica, Lisboa, 1964
  • -Três Ensaios sobre Arte, Lisboa, 1967
  • -Páginas de Doutrina e Crítica da Presença, (volume póstumo), Porto, 1977
Confissão dum Homem Religioso, José Régio
Memórias
  • -Confissão dum Homem Religioso, (volume póstumo), Porto, 1971

Correspondência Jorge de Sena e José Régio
Correspondência
  • -Correspondência Jorge de Sena/ José Régio, (org. Mécia de Sena), Lisboa, 1986
  • -Correspondência, (org. Luís Amaro), Lisboa, 1994
  • -Correspondência com José Régio/ António Sérgio 1933-1958, (org. António Ventura), Portalegre, 1994
  • -Correspondência Familiar – Cartas a seus Pais (org. António Ventura), Portalegre, 1997
  • -Correspondência com José Régio/ Vitorino Nemésio, (org. Isabel Cadete Novais e Manuela Vasconcelos), Vila Nova de Famalicão, 2001
  • -Correspondência Familiar – Cartas a seu irmão Apolinário (org. Adelina Piloto e A. Monteiro dos Santos), Vila do Conde, 2001
Alma Minha Gentil, José Régio
Antologias
  • -Líricas Portuguesas, 1.ª série, 1944
  • -Luís de Camões, 1944
  • -Poesia de Amor, (colab. com Alberto de Serpa), 1945
  • -Poesia de Ontem e de Hoje para o nosso Povo ler, 1956
  • -Alma Minha Gentil, (colab. com Alberto de Serpa), 1957
  • -Na Mão de Deus, (colab. com Alberto de Serpa), 1958
Sonho Duma Véspera de Exame
Editados pela CMVC
  • -José Régio e os Mundos em que Viveu de Isabel Cadete Novais, (Catálogo da exposição itinerante), Lisboa: INCM-CMVC/Inst. Camões-CER, 1999.
  • -José Régio: Itinerário Fotobiográfico de Isabel Cadete Novais, Lisboa: INCM/CMVC, 2002. [ed. esgotada]
  • -Os Desenhos de Régio de Joaquim Pacheco Neves, 1998.
  • -Percursos – José Régio, 1.º Centenário (1901-2001)de A. Ponte e outros, (Exposição bibliográfica – catálogo), 2001.
  • -Sonho de uma Véspera de Exame de José Régio, nov. 1989.
  • -Novos Poemas de Deus e do Diabo de José Régio, (edição fac-similada), 1994.
  • -Primeiros Versos, Primeiras Prosas de José Régio, (org. e notas de Joaquim Pacheco Neves), 1994. [ed. esgotada]
  • -O Romance de Vila do Conde (ilustrado por crianças e jovens da sua terra) de José Régio, (org. A. Ponte e M. Miranda), 2001.
  • -Régio, Oliveira e o Cinema (ciclo de cinema organizado pela CMVC/CINECLUBE), 1994.
  • -José Régio e a Arte Popular coord. A. Ventura, (CMVConde/CMPortalegre), 2001.

Comments are closed.

A Obra | José Régio | Evocação dos 50 anos da sua morte - 1901-1969