Lançamento da obra “Jogo da Cabra Cega”

Data: 15 novembro 2019

Hora: 18:30

Local: Centro de Documentação José Régio – Vila do Conde

Lançamento público da reedição da obra Jogo da Cabra Cega de José Régio pela editora Opera Omnia

O romance de José Régio que desafiou a censura

Considerado um dos melhores romances da literatura portuguesa, o romance Jogo da Cabra Cega, é o segundo título do plano de reedições da obra do autor, no âmbito do projeto de Evocação dos 50 anos da Morte de José Régio.

Estes lançamentos editoriais, em parceria com a Editora Opera Omnia, têm como objetivo primordial dar a conhecer ao público a obra do autor e colocar à sua disposição obras que de outra forma não estariam disponíveis.

Jogo da Cabra Cega é um livro singular na obra regiana, um livro que assinala o início do chamado segundo Modernismo, dando assim continuidade ao movimento literário iniciado com Fernando Pessoa e Mário de Sá-Carneiro. José Régio reconhece neste livro «um romance com uma intensidade quase frenética e quase desarrumada», sublinhando ainda a influência que Dostoevsky exerceu sobre a sua escrita, dizendo: «À parte o ele ser um génio de primeira grandeza, com ele reconhecia profundas afinidades: sobretudo no seu turvo e fascinante misticismo, e no seu sublime debate entre o Bem e o Mal na alma do homem».

Deste livro Jorge de Sena disse: “Jogo da Cabra Cega é um dos grandes romances portugueses deste século”. Também Vergílio Ferreira se pronunciou, declarando: “Jogo da Cabra Cega — um dos três maiores livros de ficção deste século português…“

José Régio escreveu-o em 1934, ainda no início da sua carreira literária. Foi posto à venda em outubro do mesmo ano e cerca de três meses depois seria proibido pelo antigo regime, precisamente a 24 de dezembro. Foram apreendidos todos os exemplares existentes nas livrarias e na editora, no entanto isso não impediu que a edição tenha esgotado rapidamente na clandestinidade.

A obra centra-se no drama vivido pelo narrador e personagem principal Pedro Serra a partir do momento em que conhece Jaime Franco, desenrolando-se um triângulo amoroso que tem como ponto de partida uma atração homoerótica.

Pelos anos sessenta, três décadas após a apreensão pelo regime, ainda nos serviços da censura se aludia às várias “indecências” contidas no Jogo da Cabra Cega.

Comments are closed.

Lançamento da obra "Jogo da Cabra Cega" | José Régio | Evocação dos 50 anos da sua morte