A poesia Visível – Régio e Manoel d’Oliveira

Data: 6 a 14 de Julho de 2019

Local: Teatro Municipal de Vila do Conde

Duração: 65min

  • > A GLÓRIA DE FAZER CINEMA EM PORTUGAL – Manuel Mozos . Portugal . 2015 . FIC . 15′
  • > DOURO FAINA FLUVIAL – Manuel de Oliveira . Portugal . 1931 . DOC . 20′
  • > AS PINTURAS DO MEU IRMÃO JÚLIO – Manuel Oliveira . Portugal . 1965 . DOC . 15′
  • > O POETA MORTO, O VITRAL E A SANTA MORTA – Manuel de Oliveira . Portugal . 2008 . DOC . 7′
  • > O ROMANCE DE VILA DO CONDE – Manuel de Oliveira . Portugal . 2008 . DOC . 6′

Nesta sessão evoca-se a memória do vilacondense José Régio, no momento em que se assinala o 50.º aniversário da sua morte, com a exibição das curtas de Manoel de Oliveira ligadas ao escritor e da “fantasia” de Manuel Mozos sobre uma carta na qual o poeta manifestava a vontade de fundar uma produtora para começar a fazer cinema.

Comments are closed.

A poesia Visível - Régio e Manoel d’Oliveira | José Régio | Evocação dos 50 anos da sua morte